Procon Visa Verão: campanha da Serra alerta sobre os cuidados com a alimentação

A Vigilância Sanitária da Serra destaca os cuidados necessários com os alimentos para evitar que você fique doente

Procon Visa Verão: campanha da Serra alerta sobre os cuidados com a alimentação


Texto: Amanda Amaral - Foto: Secom/PMS

Para fazer uma alerta sobre os direitos do consumidor e, também, orientar a população sobre os cuidados na compra e ingestão de alimentos no período de festas de final de ano e férias escolares, a Prefeitura da Serra lança a campanha Procon Visa Verão.

A parceria entre a Vigilância Sanitária da Serra (Visa) e o Procon da Serra vai divulgar uma série de dicas, além de realizar ações orientativas em campo. A ação começou nesta quinta-feira (23).

Onda de calor

Devido à onda de calor das últimas semanas mês, a Vigilância Sanitária da Serra destaca os cuidados necessários com os alimentos para evitar que você fique doente. Isso porque durante as altas temperaturas a ocorrência de surtos alimentares tende a aumentar.

Os surtos ocorrem devido à contaminação do alimento por vírus, bactérias, fungos e parasitas, tanto durante sua manipulação e produção, quanto durante seu acondicionamento em geladeiras ou marmitas, por exemplo.

Uma vez contaminado, o alimento pode causar náuseas, vômito, cólica abdominal, diarreia e, em casos mais graves, levar à necessidade de internação.

Uma dica da Vigilância Sanitária da Serra é prezar sempre pela higiene do estabelecimento e de quem manipula o alimento, além da sua, é claro! Então, não esqueça de lavar as mãos antes da refeição e após usar o banheiro.

Além disso, quem manipula o alimento não deve ter unhas grandes, deve lavar sempre as mãos, usar touca e preparar a comida em locais limpos e com boa iluminação. E atenção: quem mexe em dinheiro não pode mexer em comida. Fique de olho!

Confira as dicas da Vigilância Sanitária da Serra:

- A temperatura dos alimentos é muito importante, se estiver inadequada, pode favorecer o crescimento de microorganismos prejudicais à saúde, além de alterar o aspecto do alimento (odor, cor, sabor).

- Os produtos de origem animal, como queijos e carnes, devem ser consumidos dentro do prazo de validade e com selo de inspeção sanitária fixado a embalagem (SIM, SIE ou SIF).  A embalagem desses alimentos não deve estar estufada, perfurada ou suja.

- Carnes: não devem apresentar coloração escurecida, acinzentada ou esverdeada, tampouco odor forte. Devem ser acondicionadas em balcões frigoríficos de refrigeração ou congelamento (açougues/supermercados).

- Embutidos (linguiças/salames): não compre o produto amolecido, com manchas ou bolhas, e nem com embalagens rompidas. Só compre linguiças caseiras com selo SIM, SIE ou SIF.

- Peixe frescos: O produto deve estar sob refrigeração, coberto de gelo. Fuja de caixas de isopor. A carne não pode apresentar textura amolecida e odor forte. As guelras devem ser avermelhadas e com aspecto úmido  e brilhante. Os olhos não devem estar opacos.

- Ostra: não devem ser vendidas sem gelo, e a concha não pode estar entreaberta.

- Caranguejos: não compre caranguejos que estejam lentos ou mortos. Os caranguejos devem ser comprados vivos e ativos.

- Maionese: deixar a maionese fora da geladeira é dor de barriga na certa.